Kusturica e The No Smoking Orchestra

Para além de ser um aclamado cineasta, Emir Kusturica também está intimamente ligado à musica. No passado dia 17 de Janeiro, esteve em Portugal com a sua banda, “The No Smoking Orchestra”, num espectáculo único realizado no Coliseu dos Recreios em Lisboa. A banda passou por Portugal no âmbito da sua digressão europeia, a “Life is a Miracle Tour”. Emir Kusturica & The No Smoking Orchestra já tinham passado por Portugal em 1999 e 2000 no âmbito das suas digressões anteriores.

A banda foi criada em 1980 por Nelle Karajilic sob o nome de “Zabranjeno Pusenje”. Esta banda de tecno-rock cigano teve problemas com a censura jugoslava desde os primórdios. As letras eram consideradas “virulentas” e instigadoras da revolta e a convivência com as autoridades sempre foi pouco pacífica.
Depressa se tornaram o maior ícone musical do “New Primitivism”, movimento cultural de resistência criado na Jugoslávia nos anos de transição pós-Tito.
Após alguns anos de actuações ao vivo em pequenos clubes nocturnos em Sarajevo, a banda consegue gravar o primeiro álbum chamado Das ist Walter, em 1984.
Ao mesmo tempo, a banda começou a ser presença habitual de um programa de televisão chamado “Surrealist Top List”, um telejornal satírico sobre a política jugoslava. Os problemas maiores para a banda começaram quando Nele Karajilic, fez alguns comentário irónicos sobre a morte de marechal Tito, durante um espectáculo de stand-up comedy, perante uma entusiasmada multidão.
Isto foi, no entanto, suficiente para que toda a máquina de propaganda por trás do regime liderado por Milosevic apontar baterias contra a “No Smoking Orchestra”. Mesmo assim, a banda consegue gravar o segundo álbum, de nome Dok cekas sabah sa sejtanom (Waiting for the Sabbath with the Devil), em 1985.

As vendas do segundo trabalho descem abruptamente, o que causa a ruptura interna da banda. Alguns dos membros fundadores saem e entram novos elementos, entre os quais o cineasta Emir Kusturica como baixista em 1986.
O terceiro trabalho, surge em 1987, com o título Pozdrav iz zemlje safari (Best wishes from the safaris country) e volta a confirmar a popularidade da banda e as vendas voltam a surpreender pela positiva. Aproximavam-se grandes mudanças nas zonas dos Balcãs, mas ainda antes de rebentar o conflito, lançaram o quarto trabalho, Male price o velikoj ljubavi (A little story of a great love) e apareceram novamente no programa “Surrealist Top List” que, curiosamente, noticiou de forma satírica o rebentamento dos conflitos e da crise nos Balcãs.

A guerra separou o grupo mas a destruição da Bósnia não conseguiu destruir a “No Smoking Orchestra” (nessa altura ainda “Zabranjeno Pusenje”). Em 1994, voltou uma banda rejuvenescida, ainda com Nelle Karajilic como líder e com Stribor Kusturica (filho de Emir) como baterista. Resolveram então traduzir o seu nome para inglês e tornar-se assim na “No Smoking Orchestra”. Alguns antigos membros da banda seguiram carreira paralelas e mantiveram o nome original da banda (“Zabranjeno Pusenje”), cuja discografia “partilham” com a “No Smoking Orchestra”. Em 1997, a nova “No Smoking Orchestra” edita Ja nisam odavle, o seu quinto trabalho. No ano seguinte, vem o reconhecimento internacional através da banda sonora de Crna macka, beli macor (Gato Preto, Gato Branco), filme realizado por Emir Kusturica.

No Verão de 1999 realizam a primeira tournée internacional, que ficou conhecida como “Side Effects”. Portugal pôde vê-los em Junho desse ano em três actuações: Faro, Portimão e Santa Maria da Feira. O momento alto foi a actuação no Festival de Veneza, bem como a participação em programas televisivos por toda a Europa.

Em 2000, seguiu-se Unza Unza Time, novo disco produzido pela Universal Records. Kusturica realizou igualmente um videoclip da banda para que pudesse ser exibido nos canais de música. A digressão também passou por Portugal com três concertos.

No ano seguinte Emir Kusturica lança Super 8 Stories, um documentário sobre uma digressão da “No Smoking Orchestra”, pegando na própria história da Jugoslávia e na paisagem do país desfeito pela guerra, como pano de fundo.
A banda regressa em 2004 com a banda sonora de Zivot Je Cudo (A vida é um milagre), o mais recente filme de Emir Kusturica.

A “No Smoking Orchestra” é actualmente constituída por: Aleksandar Balaban (tuba), Zoran Marjanovic Ceda (percurssões), Nenad Gajin Coce (guitarra), Goran Markovski Glava (baixo), Drazen Jankovic (teclados), Nele Karajilic (voz), Emir Kusturica (viola), Stribor Kusturica (bateria), Zoran Milosevic (acordeão), Nenad Petrovic (saxofone) e Dejan Sparavalo (violino).

Carla Calheiros

Em parceria com www.c7nema.net.

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 18, Março, 2005.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: