The Veils – The Runaway Found

theveils-therunawayfoundO tema de abertura do álbum é também o que deu a conhecer os, até aí pouco conhecidos, The Veils. “The Leavers Dance”, banda-sonora de uma conhecida operadora de telemóveis, é um tema viciante com todos os ingredientes para ter um airplay significativo. Finn Andrews, guitarrista e vocalista do quarteto, adopta nesta música um timbre muito peculiar e que se demarca das restantes faixas do álbum.

Nesses temas, a voz rouca e sôfrega de Andrews, deixa-se levar pela toada rock que marca a maior parte do disco. Os The Veils praticam uma sonoridade idêntica à dos Interpol, em algumas passagens. “Talk Down The Girl” é uma canção calma e talvez a que mais se adeque a um momento a dois.

“The Nowhere Man” transporta-nos para um universo distante, sempre através da voz forte, mas quase fugidia de Finn Andrews. É uma canção que poderia servir de banda-sonora a um qualquer filme de Wim Wenders ou de Paul Thomas Anderson.

Em “…& One Of Us Must Go”, Andrews canta: “if death finds me in love / if death finds me at all / that ship sets sail too soon my love / and one of us must go”. Voz desesperada, letra angustiante numa das melhores músicas do álbum. A última canção presente no disco, “Wires To Flying Birds”, mete piano, violinos e todos os outros instrumentos utilizados no álbum, condimentados pela voz inebriante de Andrews.

A capa do disco mostra-nos a traseira de um automóvel clássico de meados do século passado, como que a dizer-nos: levem lá as nossas músicas para onde quiserem, ouçam com quem vos apetecer, para que um dia nós também sejamos imortais. Quando sai o próximo álbum?

7/10 | Pedro Correia

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 9, Dezembro, 2005.

 
%d bloggers like this: