The Strokes – First Impressions of Earth

thestrokes-firstimpressionsForam os primeiros da tal “nova” vaga revivalista do rock da década de 70 em que se incluem nomes como os Franz Ferdinand, The Killers e os Kaiser Chiefs. O seu primeiro álbum, Is This It? (2001), chegou acompanhado de um hype enorme. O segundo não conseguiu estar ao nível das expectativas. O terceiro é First Impressions of Earth (2006), Falo dos Strokes.

Com influências punk e uma estética psicadélica, o rock dos Strokes é rápido e cheio de energia, sem magníficos arranjos em espiral ou fabulosas melodias. Uma voz cheia de desdém e uma dúzia de marteladas na tarola são dois dos argumentos mais uitlizados. Mas isto não é um disco punk, até porque lhe falta aquela atitude.

A espaços, é quase como se os Strokes fossem fruto do encontro entre os Muse (em “Vision of Division” é quase impossível não pensar nisso) e os Stereophonics. Mas não são tão cowboys como estes nem tão maquilhados e produzidos como aqueles. E depois têm aquela guitarra suja a largar notas em registo grave – como no single “Juicebox” – que nos recorda a bandeira revivalista.

“Juicebox” é um bom single. Claro que a letra é relativamente intragável e que o refrão quase parece copiado de uma qualquer canção dos Audioslave mas, ainda assim, é um bom tema para introduzir a chegada do álbum. Tem ritmo e energia. Serve de analogia.

First Impressions of Earth não é nada de especial. Não é o álbum do ano. Talvez nem seja o álbum do mês. Mas é impossível não abanar um pouco a cabeça ao som de canções como “Electricityscape” ou “Razorblade”, exemplos da simplicidade bem afinada dos Strokes.

Não esperem surpresas. Este é um disco agradável, não é difícil de ouvir. É tão linear como a mais simples das operações matemáticas.

6/10 | Filipe Marques

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 4, Janeiro, 2006.

 
%d bloggers like this: