Oceansize – Everyone Into Position

Há discos que ouvimos uma, duas, três e até mais vezes e ficamos com a sensação de que em cada nova audição descobrimos um acorde, uma frase, um grito até aí incógnitos. É o caso deste Everyone Into Position, segundo longa-duração dos britânicos Oceansize. São dez temas puramente rock, dentro de um estilo que pode considerar-se rock progressivo. Mike Vennart lidera este projecto que nasceu em 1998 e que começou a dar frutos (leia-se edição em disco) quatro anos depois, com o single “Relapse”. Após o álbum de estreia Effloresce (2003), os Oceansize editam o EP Music For Nurses (2004). E assim chegamos a este segundo LP da carreira do colectivo de Manchester, editado no final do ano passado. No seu site oficial, os Oceansize referem os Pink Floyd e os Black Sabbath como algumas das suas grandes referências, entre outros.

Todo o disco segue uma linha condutora pouco dada a desvios significativos. As excelentes instrumentalizações e as letras certeiras fazem deste um álbum bem conseguido. “Heaven Alive” é um dos pontos altos deste trabalho. Verdadeiro chorrilho de acordes intensos e que podem viciar durante um longo período de tempo. Na terceira faixa há uma busca mais ou menos incessante de sonoridades da área do novo rock e é a música mais potente deste Everyone Into Position.

A bela “Meredith” é embalada por uma voz feminina que dá um toque de excelência a este disco. O som dos Oceansize pode ser comparado ao dos Tool, em certos aspectos, mas há algo que não tem comparação possível: a identidade. O que os Oceansize praticam é música influenciada por várias bandas de quadrantes um pouco diversos, mas não se colam a nenhum grupo em especial. Só mesmo a eles próprios.

Em “No Tomorrow” temos uns Oceansize muito próximos dos Pearl Jam, principalmente se nos reportarmos ao disco Riot Act (2002). Em 2001, o jornal Manchester Evening News considerou os Oceansize “Best Unsigned Band In Manchester”. De promessa e de banda sem contrato passaram a certeza e conseguiram um contrato discográfico.

Os Oceansize são representados pela etiqueta Beggars Banquet, a mesma de bandas como Mark Lanegan Band ou os The National. O título do disco aconselha-nos a colocarmo-nos em posição, que é como quem diz: ponham-se à vontade e entranhem este disco. E fica mesmo a reverberar nas nossas veias.

Everyone Into Position é um daqueles álbuns de ingestão lesta. É para se ir degustando ao sabor dos nossos apetites musicais. E é quando queremos ouvir algo estimulante que devemos colocar este CD no respectivo leitor. E assim se vai descobrindo novas dimensões que tornam este conjunto de músicas num longa-duração extraordinário.

Este segundo trabalho do quinteto de Manchester requer a vossa atenção pela grandeza da obra. Ou não fossem eles do tamanho do oceano.

9/10 | Pedro Correia

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 24, Maio, 2006.

 
%d bloggers like this: