Micah P. Hinson ao vivo no Santiago Alquimista

:: 24 de Janeiro de 2007

Passavam poucos minutos das dez da noite quando Will Johnson entra em palco. Este músico do Texas faz parte dos projectos Centro-matic e South San Gabriel, mas na primeira parte do concerto de Micah P. Hinson apresentou-se sozinho, apenas acompanhado da sua guitarra. Apesar de boa voz, durante uns 40 minutos foi cantando num estilo bem melodramático canções mais ligadas à country, outras mais ao rock, mas ao fim de duas músicas aquela actuação entregou-se a um aborrecimento fatal.

Poucos minutos depois entra Micah P. Hinson, acompanhado de um músico faz-tudo (tocava bateria, banjo), e por vezes também por Will Johnson na bateria, para apresentar o seu último registo …And the Opera Circuit (2006). Apesar deste disco ter passado algo despercebido, o Santiago Alquimista estava bem recheado para ouvir a indie-folk deste músico também natural do Texas.

Começou por dedicar o concerto à namorada, que o tem acompanhado nesta digressão. Depois foi presenteando o público com as suas bonitas canções, onde os problemas relacionados com drogas e acidentes estão bem vincados. Estes problemas também estão bem presentes na figura de Micah P. Hinson, típico boémio desconcertante, que entre todas as canções foi contando várias histórias carregadas de ironia e sarcasmo, o que ainda levou a uns pelos risos por parte da plateia. Desde idas a clubes de strip, a mandar bitaites sobre o KFC ou os Arctic Monkey, até fazer piadas sobre o nome do pai (a quem dedicou o último tema da noite, “Old Guitar”), tudo poderia servir de pretexto para que Micah P. Hinson fizesse escorrer o seu bom sentido de humor. No entanto, houve um ou outro momento pontual em que esta sua forma de estar em palco parecia mais a uma encarnação de uma personagem, o que, ainda assim, não lhe retira um pingo de talento e valor.

Apesar dos ambientes folk e country serem os quais são mais familiares na música de Micah P. Hinson, uma vertente do rock mais agressivo também se fez ouvir com agrado, como na última música antes do encore, “You’re Only Lonely”. Houve tempo para fazer uma cover de “Hotel’s Room” de Richard Hawley, e também para “Diggin’ A Grave”, a sua melhor canção, onde os Balcãs e a América tradicional do country se encontram.

Cantando com a sua típica voz bêbada, Micah P. Hinson sempre se entregou bastante a todas as canções e o público deleitou-se. Pode ser bastante jovem (25 anos), mas o talento já ninguém lho tira.

Texto: João Moço
Fotos: Senhor Manel

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 24, Janeiro, 2007.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: