Animal Collective – Hollinndagain

Em 2002 Hollinndagain teve uma tiragem de apenas 300 cópias em vinil, mas no final de 2006 já foi editado em cd e em maior número. Tal justifica-se pelo número cada vez maior de fãs que os Animal Collective têm amealhado, principalmente com os seus dois últimos registos de originais, Sung Tongs (2004) e Feels (2005).

Hollinndagain é um registo ao vivo da banda em 2001, altura em que andavam em digressão com os Black Dice, sendo que este registo capta a banda nos estúdios WFMU, mas também por Nova Iorque, Nashville e Austin.

Esta era uma altura em que a sonoridade dos Animal Collective se brindava por ambientes mais próximos do noise claustrofóbico e agressivo, fugindo a sete pés do que é uma canção. “I See You Pan” abre o disco e os primeiros cinco minutos da música são destroços e lixo a acumularem-se dentro de um computador, já a segunda parte está recheada de vozes em eco hipnótico, acompanhados de sons vindos de um computador enfrascado em alucinogénicos. Dez minutos de desvarios sonoros podem ser demais para certos ouvidos, mas por aqui percebemos como eram os Animal Collective no seu início.

As vozes em eco continuam no tema seguinte, “Pride and Fight”, até que a guitarra e bateria explodem em loucura noise, mas a bateria logo desaparece, ficando a guitarra minimal ao longo dos 11 minutos de duração da música, mais uma série de sons noise sintéticos. Sente-se repulsa e entrega pelos ambientes sobrenaturais que os Animal Collective produzem. Isto é levar ao limite os padrões da música, o que acaba por ser sempre desconfortável para quem não está habituado a tal. “Forest Gospel” é das músicas mais agressivas que já se ouviu dos Animal Collective. As percussões espancam-nos sem piedade, instalam-se dentro do nosso corpo com o intuito de tudo destruir.

Em todos os restantes temas nota-se nos Animal Collective uma vontade de experimentar tudo, talvez sem saberem exactamente o que estavam a fazer, mas apenas dando azo à imaginação imparável dos seus membros. Há distorção da música, há ambientes sinistros, há fúria. Mas, acima de tudo, há experiências.

Existem claras diferenças entre os Animal Collective de 2001 e os de 2006. Não há que ignorar, no entanto, que Hollinndagain foi um elemento experimental essencial para que os Animal Collective se tornassem num dos projectos mais estimulantes dos últimos anos.

7/10 | João Moço

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 8, Março, 2007.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: