CocoRosie ao vivo na Aula Magna

Perante uma Aula Magna quase esgotada e uma plateia com fãs muito aguerridos, as irmãs CocoRosie regressaram a Portugal, desta vez para apresentarem o seu terceiro registo de originais, The Adventures of Ghosthorse and Stillborn.

:: 14 de Abril de 2007

Na primeira parte esteve Tez, que as acompanhou em palco, a fazer beatboxing, e apesar das habilidades, ao fim dos primeiros minutos torna-se demasiado repetitivo. Tez ainda fez uma versão de “SexyBack” de Justin Timberlake e de “Kiss” de Prince, mas no entanto é de lamentar a sua actuação tão prolongada (uns 20/30 minutos), pois as suas habilidades funcionam melhor quando estão incorporadas noutras músicas (como fez com as CocoRosie) do que sozinhas.

Quando apareceram com La Maison de Mon Rêve foram agrupadas no saco da nova weird folk, mas mostrando neste disco formas diferentes de trabalhar esse estilo. Com o disco seguinte, Noah’s Ark, levaram ao extremo todos os pequenos defeitos que ainda tinham alguma piada no primeiro registo, o que se tornou realmente desagradável. No entanto, com The Adventures of Ghosthorse and Stillborn entregaram-se aos ritmos hip hop e a ambientes mais ligados à electrónica.

Ao vivo encontravam-se acompanhadas de mais três músicos: um no piano e sintetizador, outro a fazer beatboxing e outro no baixo. Já as irmãs deambulavam entre a harpa, uma série de brinquedos para crianças, caixas de música e também pelo piano, enquanto por detrás delas estava uma tela que ia passando várias imagens, que iam de desenhos animados a patinagem no gelo. Sierra Cassady pulava com o seu longo vestido preto, enquanto ia agradecendo ao público, sendo que é esta que reveste algumas músicas do duo duma faceta mais operática. Já Bianca Cassady, com um fato de militar, dava o toque mais ligado ao hip hop que a música das CocoRosie assumiu recentemente.

Felizmente foram as músicas do último registo que tiveram mais destaque, pois graças a canções como “Japan”, “Rainboowarriors” ou “Promise” pudemos entrar no mundo surreal e de fantasia das irmãs Cassidy. No entanto, algumas vezes toda aquela fantasia que está por detrás das canções delas não tinha força suficiente para nos agarrar e levar-nos com elas, deixando-se entregar na sua monotonia. Além dos temas do último registo, e também alguns dos registos anteriores, as CocoRosie ainda presentearam o público com algumas covers surpreendentes, como de “Turn Me On” de Kevin Lyttle, “Big Momma Thang” de Lil’Kim e “I Wanna Love You” de Akon.

O público que enchia a sala lisboeta esteve completamente rendido desde o início do espectáculo, batendo constantemente palmas, ora entre as músicas (o que ainda é normal) ou no início destas (o que em certo ponto já era desnecessário). Quando as irmãs voltaram para o primeiro e único encore receberam ainda uma ovação de pé, tal como no fim do concerto, o que só prova que já conquistaram uma boa legião de fãs por cá, não sendo de admirar se regressarem em breve.

João Moço

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 14, Abril, 2007.

 
%d bloggers like this: