Feist – The Reminder

(Leslie) Feist arrisca-se seriamente a tornar-se o maior nome da música indie feita com contornos femininos. Este ano, a cantautora traz-nos o seu terceiro disco de originais, uma pérola de rock alternativo, alguma folk, bossa nova e pop. Depois de deixar a sua marca nos discos dos Broken Social Scene ou Kings Of Convenience, esta canadiana que já pertenceu a uma banda punk e partilhou um quarto com Peaches (qual delas a experiência mais irreverente), oferece-nos um conjunto de músicas quase sempre suaves, gentis e sedutoras. Mas o corpo de Feist jamais conseguirá permanecer num estado estático de quem canta lullabies e não faltam também as canções dançáveis, muito dançáveis.

The Reminder arranca subtilmente, com sabor a bossa nova e uma Feist suplicante e embaladora. “So Sorry” é um pequeno momento perfeito no seu propósito: um sincero pedido de perdão. Ainda encantados por este começo, é com algum espanto que “I Feel It All” irrompe com o seu balanço de ombros, ancas e cabeça. No entanto, é com “My Moon My Man” que a rebelião corporal desperta verdadeiramente, basta assistir à coreografia da cantora no vídeo deste tema. Soberba.

Se no seu disco anterior, Let It Die (2004), os ritmos pareciam algo constrangidos e as canções esforçavam-se demasiado para serem ecléticas, em The Reminder as composições de Feist parecem respirar mais livremente e de forma descomprometida. Isso evidencia-se na leveza de “1 2 3 4”, uma daquelas músicas que explode cor durante toda a sua duração, e “Past In Present”, quase a fazer lembrar os Broken Social Scene. Contudo, Feist tem um especial talento para intrometer-se no nosso espírito com canções de acalmia e cintilante beleza. “The Water” desliza sobre o piano e a voz de Feist liberta-se em pequenos reparos, provocando ténues trepidações dentro da pele. The Reminder é um álbum que flúi suavemente independentemente de se seguir o seu alinhamento ou de se percorrer aleatoriamente os seus temas. A forma eclética como Feist compõe a sua música permite que assim seja. Apesar de partilharem um certo embalo, músicas como “The Limit To Your Love”, “Brandy Alexander” ou “Honey Honey” não se confundem entre si, nem deixam no ouvinte um sentimento de redundância.

“Sealion” é um exemplo claro da versatilidade da canadiana. À semelhança do que fez Jeff Buckley, Feist conseguiu pegar num tema de Nina Simone e dar-lhe uma nova roupagem de rock indie com um toque gospel, sem comprometer a integridade do sentimento e força do original. Uma inspiração que se transformou num justo tributo.

Numa vertente mais melancólica, e honestamente triste até, “The Park”, “Intuition” e o soberbo dueto com Eirik Bøe (Kings Of Convenience, The Whitest Boy Alive) em “How My Heart Behaves” permitem considerar The Reminder uma obra ambivalente e bastante completa. As letras são simples e sinceras, sem demasiados ornamentos que distraiam o ouvinte. Atente-se, por exemplo, no refrão de “How My Heart Behaves”: “The cold heart will burst, if mistrusted first. And a calm heart will break, if given a shake”.

Feist deixa-nos um certo sabor agridoce, entre o tom abatido das suas baladas e a divertida energia dos seus temas mais dançáveis. Mas sobretudo, Feist deixa-nos apaixonados pela sua música. Eis os prováveis sintomas que o comprovam: saltamos vivamente e sorrimos, mas facilmente poderemos chorar; perdemo-nos nas noites com ela; levamo-la na rua sobreposta a todos os outros ruídos; pensamos nela e recordamo-la durante todo o dia, revolvendo melodias e refrões de forma natural e inesperada; e rendemo-nos sempre que a voltamos a encontrar. Para além de impregnante, como o mais equilibrado dos perfumes, The Reminder consegue ser, forçosamente, inesquecível.

9/10 | Gonçalo Sítima

Anúncios

~ por hiddentrack.net em 28, Agosto, 2007.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: